SERÁ QUE EU PRECISO ESTAR PRESENTE?

Foto: J Araújo

Em relação à presença no culto ao Senhor Deus, eu me pergunto por que um filho(a) fiel de Deus faria a seguinte pergunta, “Será que eu preciso estar presente?” A não ser que exista uma razão real que proíba a sua presença, aonde e com quem um filho(a) de Deus pensaria em estar a não ser com os seus irmãos em Cristo? (Atos 2. 42; Romanos 12. 9-10; 15. 30-32).

Lendo Hebreus 10. 23-25,

Apeguemos-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel. E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunirmos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.

A ausência proposital de qualquer reunião da igreja da qual somos membros serve para desencorajar aqueles que estão presentes.

Precisamos nos perguntar, “Como é que a minha decisão de estar ausente da reunião da igreja indica que eu estou pensando em ninguém mais a não ser em mim?” “Como é que ficando em casa me ajuda a chegar ao céu, que deve ser o nosso alvo? Como é que ficando em casa, quando eu poderia ter estado no culto ao Senhor, me ajuda a incentivar meus irmãos em Cristo ao amor e às boas obras?”

Depois de ler e meditar na passagem acima, eu não consigo imaginar nenhum filho(a) de Deus fazendo a pergunta título deste texto, “Será que eu preciso estar presente?”

E você, meu querido irmão(ã) pode imaginar?   Pregação em vídeo

*Allen Dutton Jr