Sempre na presença de Deus

Por:  Márcio Gama

Às vezes ouvimos afirmações “Deus me abandonou” quando na verdade somos nós que nos afastamos d’Ele. A distância entre o homem e Deus se torna maior não porque ele se afasta de nós, pelo contrário, nós é que deixamos de trilhar os caminhos de Nosso Senhor. A narração Bíblica da época em que os reis lideravam o povo de Israel nos mostra que havia períodos de vitórias e períodos de derrotas.

Após o governo de Salomão, o reino se dividiu em dois: Israel, reino do norte e Judá reino do sul. Dez Tribos seguiram Jeroboão no norte, e duas ficaram com Roboão no sul. Após a morte de Roboão, reinou sobre Judá seu filho Abias, que foi sucedido por seu filho Asa. Com ele houve anos de paz, pois o rei fez o que era bom e reto perante o Senhor. É importante ressaltar que tanto Judá quanto em Israel, onde os reis se sucediam, uns observavam os preceitos de Deus e tinham sucesso, enquanto outros não o agradavam e isto resultava em muitos problemas.

Destacamos a história de Asa, pois foi exatamente a ele que o profeta Azarias alertou que se Judá fosse fiel ao Senhor, ele seria abençoado. Em 2 Cr 14:1,6 mostra que em seus dias de reinado, teve paz por 10 anos por causa da sua fidelidade. O senhor está sempre disponível para ser achado, basta que sejamos fiéis e o busquemos.

Vejam! O braço do Senhor não está tão curto que não possa salvar, e o seu ouvido tão surdo que não possa ouvir”. Isaías 59:1.