De deserdados para herdeiros!

Por: Allen Dutton

Quando um primeiro ministro famoso na Grécia, Andreas Papandreou, morreu em 1996, ele deixou toda a sua fortuna para a sua terceira esposa, Dimitria Liani. Seus quatro filhos foram deserdados da herança quando deixaram de criticar um inimigo político.

Esta decisão foi contestada nas cortes gregas por muitos anos, mas nunca foi derrubada. Do ponto de vista dos filhos, como filhos de sangue, eles teriam tanto ou até mais direito sobre a fortuna do pai do que alguém que se casou com ele na última década de sua vida.

No Novo Testamento, o pecado é razão legítima para que nosso Pai Celestial nos deserdem. Paulo, em 1 Coríntios 6. 9-11, nos avisa sobre isto. Porém, sua mensagem é de boas notícias. Com Deus, é possível passar de deserdados para herdeiros. Esta passagem revela cinco importantes verdades para nós. Primeiro, existe um fato concreto.

Os perversos não herdarão o Reino de Deus.” Isto significa que não entrarão no céu. Segundo, existe uma possibilidade de sermos enganados. “Não se deixem enganar.” Quanta desilusão e engano existe hoje em dia com respeito às consequências do pecado! Terceiro, existem específicos envolvidos. Prestou atenção nos pecados enumerados? São estes os que são deserdados pelo Pai.

Quarto, existe um passado que é esquecido. Deus requer arrependimento, “assim foram alguns de vocês.” Porque mudaram suas vidas, Deus esqueceu seu passado. E finalmente, existe a purificação feita. Paulo conclui, “mas vocês foram lavados, santificados, justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus.”

Deus não nos deixa nadando em nossos pecados. Ele nos dá uma saída. Se aceitarmos, Ele faz com que nossos pecados passados sejam completamente esquecidos. Em outras palavras, podemos passar de deserdados para herdeiros!