BARNABÉ

Barnabé foi muito mais do que um simples companheiro de viagem do grande apóstolo Paulo. As Escrituras dizem dele, “Ele era um homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé.” (Atos 11. 24). Se olharmos com cuidado o que o Novo Testamento nos apresenta sobre a vida de Barnabé, podemos aprender lições importantes.

É fácil encontrar defeitos ou fraquezas nos outros, mas é muito difícil encontrar os pontos fortes e encorajar as pessoas. Barnabé tinha a habilidade singular de ajudar os outros a vencer suas fraquezas mostrando os seus pontos fortes. Ele era uma pessoa positiva, alguém que decidia construir ao invés de destruir. Barnabé era alguém que podia olhar dentro de um lamaçal e ver alguma coisa além da lama, que podia olhar para o rosto de um pecador e ver alguma coisa além do pecado. A maioria de nós é o que é porque alguém com interesse genuíno nos tratou com o espírito de Barnabé. Viram nossas fraquezas mais claro do que nós mesmos, mas mesmo assim ofereceram aquele encorajamento positivo e constante que precisávamos tanto. Será que não podemos oferecer o mesmo para outros?

Apesar de Barnabé possuir tantas qualidades boas, ele não era perfeito. Gálatas 2. 11-14, nos informa que em uma ocasião Barnabé foi levado a ter preconceito contra os gentios. Junto com Pedro, ele foi culpado de não estar andando de acordo com a verdade do evangelho. Isto deve ser um lembrete para nós que todos temos nossas fraquezas. Portanto, precisamos estar sempre nos examinando e tentando imitar o exemplo positivo de Barnabé.

Que nunca caiamos no pecado de inveja, mas pelo contrário, possamos levantar as mãos de todo o servo fiel. E que sejamos construtores, homens e mulheres caracterizados por paciência e compreensão, ajudando a todos a encontrar o caminho da salvação. Que maravilha seria viver em um ambiente onde o bom que é encontrado no Cristianismo fosse praticado por todos. Só depende de você! Vamos começar hoje?

*Allen Dutton Jr