AGINDO FORA DA CAIXA

                                                  BOLETIM DOMINICAL, 09 DE DEZEMBRO DE 2018

Um cuidado que devemos ter durante essa vida cristã é sempre analisarmos se não estamos criando em nossa mente um bloqueio ou cerco ao redor de nós mesmos ou do grupo que fazemos parte. É muito comum que de uma forma automática nós criamos uma espécie de caixa e a partir disso todas as nossas ações ficam limitadas a esse espaço virtual criado em nossa mente.

Quando isso acontece, perdemos de certa forma a capacidade de enxergar necessidades ou possibilidades que estão além dos limites que estabelecemos.

Jesus Cristo nos ensina pelas suas próprias atitudes que não podemos ficar limitados em nossos objetivos previamente traçados e temos que sair fora da caixa que criamos para servir aos que ainda estão fora dela. Jesus em várias situações interrompeu seu trajeto para socorrer aqueles que estavam necessitados no decorrer do caminho.

Precisamos “agir fora da caixa”, pois aqueles que ainda estão no mundo necessitam do amor e da salvação que nós já recebemos de Deus.

Satanás oferece sucesso, poder, dinheiro, fama, status, entre outros prazeres que trazem satisfação momentânea ao ser humano, mas ele não pode dar o amor e a salvação eterna que só através de Jesus Cristo é obtido. Ninguém pode oferecer aquilo que não tem!

Eu e você já recebemos o amor e a promessa da salvação através de Jesus, agora vamos sair fora das nossas caixas e oferecer o amor e a salvação que Jesus Cristo comprou com seu próprio sangue na cruz. Seu sacrifício foi em favor de todos e não somente dos que estão dentro da caixa.

“Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades” Colossenses 4:5.

Cesar Santos